CMN estipula prazo mínimo para investimentos de seguradoras de previdência complementar

Bolsa de Valores

Fonte: Agência Brasil Brasília - O Conselho Monetário Nacional (CMN) instituiu, por meio de resolução, prazo mínimo para os investimentos feitos pelos  fundos de previdência complementar aberta. A intenção é promover a substituição das carteiras de investimentos vinculadas às taxas de juros de um dia (DI/SELIC) pelas de longo e médio prazo, mais adequadas ao perfil desse tipo de fundo. De acordo com a resolução, os gestores das seguradoras e entidades de previdência complementar terão até 31 de dezembro de 2015 para adaptarem suas carteiras ao perfil de longo e médio prazo, com duração média de três anos. Além disso, a partir de 31 de maio deste ano, as entidades não poderão encurtar os prazos das carteiras. A resolução foi adotada durante reunião extraordinária do CMN em 27 de … [Leia mais ...]

SUSEP passa a ter maior controle na distribuição e comercialização de Títulos de Capitalização

Títulos de capitalização

Fonte: Portal da SUSEP. Medida também cria regras para a publicidade do produto. A Superintendência de Seguros Privados (Susep) estabeleceu normas sobre distribuição, cessão, subscrição e publicidade na comercialização de títulos de capitalização. A medida tem como objetivo proteger os diretos do consumidor e reprimir qualquer tipo de irregularidade que por ventura aconteça no setor. As empresas deverão informar à Susep a relação de distribuidoras do produto previamente ao início das operações. A norma entra em vigor após 180 dias de sua publicação. Com o intuito de apurar ou mesmo sanar possíveis irregularidades, a Coordenação-Geral de Fiscalização da Susep (CGFIS) poderá convocar os distribuidores ou a sociedade de capitalização para prestar esclarecimentos sobre suas operações. … [Leia mais ...]

Expansão da classe C contribui para crescimento de 19,6% do mercado de seguros do país este ano

Dinheiro

Fonte: Agência Brasil. Rio de Janeiro - O mercado segurador brasileiro deve fechar o ano de 2012 com arrecadação estimada em R$ 255 bilhões, representando um crescimento em termos nominais, isto é, sem descontar a inflação, de 19,6%. Em termos reais, a expansão esperada atinge 14%, para um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB - a soma de todos os bens e serviços produzidos no país) de 1,6%. A arrecadação do setor somou R$ 214 bilhões no ano passado e correspondeu a 5,17% do PIB. Este ano, a estimativa é chegar a 5,7% do PIB. Os dados foram divulgados hoje (18/12), no Rio de Janeiro, pela Confederação Nacional das Empresas de Seguros (CNseg). O presidente da entidade, Jorge Hilário Gouvea Vieira, atribuiu boa parte da perspectiva de incremento da arrecadação do mercado segurador … [Leia mais ...]

MPF/ES denuncia esquema de comercialização de seguros piratas

Algemado

Fonte: Portal seculodiario. O Ministério Público Federal no Espírito Santo (MPF/ES) ofereceu denúncia contra os administradores de uma empresa e quatro associações pela comercialização de “seguros piratas”. Eles são acusados de exercício ilegal da atividade de seguradora, já que atuavam sem autorização da Superintendência de Seguros Privados (Susep). A procuradoria pediu também a suspensão das atividades das cinco instituições. De acordo com informações do MPF/ES, foram denunciados os administradores da empresa Palaoro Silva Comércio e Serviços Ltda (Motomania), Associação de Apoio aos Proprietários de Veículos do Estado (Aproves), União Capixaba de Assistência Mútua; Associação de Apoio aos Proprietários de Veículos do Norte do Espírito Santo (Ágil), e Associação dos Proprietários dos … [Leia mais ...]

SUSEP impede associação de vender seguros piratas

correntes

Fonte: SUSEP. A Superintendência de Seguros Privados (Susep) obteve, junto à Justiça Federal de Minas Gerais, mais uma vitória contra o mercado marginal de seguros. A Associação Stillo de Proteção Veicular, localizada em Minas Gerais, foi impedida de continuar comercializando produtos similares a seguros. Caso não obedeça a determinação judicial, a associação poderá ser multada e os valores serão depositados no Fundo de Direitos Difusos (FDD). A entidade, que vendia a chamada Proteção Veicular, está expressamente proibida de comercializar, ofertar, veicular ou anunciar, em todo o território nacional, qualquer produto relacionado a seguros. A empresa também não pode angariar novos consumidores, assim como renovar os contratos existentes. Caso não haja dessa forma, receberá multa no … [Leia mais ...]

Revista Carta Capital premia as empresas mais admiradas do Brasil. Porto Seguro lidera o ranking de seguradoras.

Dilma Rousseff e Mino Carta

A revista Carta Capital realizou, no último dia 01 de outubro, no espaço Rosa Rosarum, em São Paulo (SP),  a 15ª edição de premiação das " Empresas mais Admiradas do Brasil". Evento prestigiado pelas maiores autoridades do país, nas diversas áreas de nossa vida política, econômica e social. A nossa presidenta, Dilma Rousseff, se fez presente.  Ela ressaltou em seu discurso: " Temos de sair da crise com um custo de produção menor. É importante ampliar a consciência e solidez do ambiente macroeconômico". Esse evento, através de pesquisa de mercado,  junto a executivos, consumidores e "stakeholders" procura identificar, nos diversos segmentos da economia brasileira, as empresas mais admiradas, aquelas que realmente fazem a diferença. Queremos destacar o mercado segurador, segmento do … [Leia mais ...]

Cooperativa de táxi do Rio de Janeiro (RJ) é proibida de vender seguro

Seguro Pirata

Fonte: Susep. A Superintendência de Seguros Privados (Susep) obteve uma importante vitória contra a venda de seguro pirata no Rio de Janeiro. A Justiça Federal do estado, em ação promovida pela autarquia, proibiu que a Cooperativa Shopping Norte de Transporte (Coorp Norte Táxi), localizada em Inhaúma, nas proximidades do Norte Shopping , de vender qualquer modalidade de seguro. A decisão também obriga que a entidade suspenda imediatamente a cobrança de mensalidades de seus associados ou consumidores. A cooperativa atuava sem ter autorização da Susep, não seguia as normas estabelecidas pelo setor e, com isso, prejudicava as pessoas que adquiriam seus produtos. Caso a empresa não acate de imediato a decisão judicial, serão aplicadas multas de R$ 10 mil por contrato existente não … [Leia mais ...]

Susep aprova proposta que extingue cobrança do custo de apólice

Apólice Minas Brasil

Fonte: Susep. A Superintendência de Seguros Privados (Susep), em reunião do Conselho Diretor, realizada nesta quarta-feira (26/9), aprovou proposta que extingue a cobrança do custo de apólice de seguro enquanto receita específica. A medida ainda será avaliada pelo CNSP (Conselho Nacional de Seguros Privados), órgão que decidirá pela manutenção ou não da taxa. Análise feita pelo Grupo de Trabalho instituído pela Susep apontou que, do ponto de vista contábil, não haveria justificativa para a manutenção da taxa fora do prêmio. O total do valor arrecadado, dentro da rubrica custo de apólice, foi de R$ 1,7 bilhões em 2011. Até março deste ano, a taxa gerou R$ 485,3 milhões. Pela proposta elaborada pela Susep, caso a medida seja aprovada pelo CNSP, passará a valer a partir de 1º de janeiro de … [Leia mais ...]

VIAMGES Administradora e Corretora de Seguros

A VIAMGES Administradora e Corretora de Seguros é responsável pela manutenção e atualização do Portal "Transporte Seguro" - todos os direitos reservados.

Novo Endereço: Avenida Cristiano Machado, 1682 - Loja 10 - Edifício Tiffany - CEP: 31170-800 - Belo Horizonte (MG)

Fones: (31) 3484-0415 e 3484-0416 - E-mail: viamges@viamges.com.br
Skype: viamges - Twitter: @transp_seguro