Motoristas qualificados: transportadoras não conseguem encontrá-los

Qualificação profissional: elemento fundamental para formação de bons motoristas de caminhão.

As transportadoras de cargas continuam enfrentando dificuldades para contratar motoristas qualificados para preencher vagas disponíveis no mercado de trabalho. No Rio de Janeiro, por exemplo, faltam aproximadamente oito mil profissionais. É o que o afirma o presidente da Federação do Transporte de Cargas do Estado do Rio de Janeiro (Fetranscarga), Eduardo Rebuzze.

Em entrevista ao telejornal Bom Dia RJ nesta segunda-feira (26), da Rede Globo, Rebuzze destacou que existem situações que fazem com que os jovens não se interessem mais pela profissão de motorista. Entre elas, por exemplo, o péssimo estado de conservação de algumas rodovias, o trânsito ruim nos grandes centros urbanos e a falta de segurança, que facilita o roubo de cargas.

Dados da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) confirmam essa realidade. Em 2012, até o final deste mês, foram registrados aproximadamente 670 mil motoristas enquanto o número de caminhões chegou a 1,7 milhão de unidades, ou seja, a média é de 2,5 veículos por profissional. Isso mostra que a frota no Brasil também não para de crescer: 170 mil novos caminhões são emplacados por ano.

“Temos uma carência muito grande de profissionais e precisamos preparar os jovens para essa profissão”, disse Rebuzze. Segundo o dirigente da Fetranscarga, um dos principais problemas é a falta de formação dos motoristas, que precisam trabalhar com máquinas mais modernas, além de ter noções de informática e gerenciamento de risco.

Sest Senat

Para contribuir com o ingresso de mais profissionais no mercado, o Sest Senat oferece gratuitamente cursos de formação de motoristas em todo o Brasil. O objetivo é atender à demanda das empresas e formar mão de obra qualificada para o transporte de cargas e de passageiros.

Além das aulas práticas, o aluno aprende sobre noções de cidadania, mecânica, preservação do meio ambiente e qualidade no atendimento. Interessados podem procurar uma das 139 unidades do Sest Senat presentes em todos os estados do país. Um dos requisitos é possuir a carteira de habilitação na categoria C ou D.

Na maioria dos casos, o curso é garantia de colocação no mercado de trabalho. No Sest Senat de Deodoro (RJ), por exemplo, citado em reportagem do Bom Dia RJ, mais de 90% dos alunos conseguem emprego logo após o fim das aulas.

O telefone para mais informações é 0800 728 2891.

——

Matéria: “Transportadoras procuram motoristas qualificados para preencher vagas”. A matéria foi publicada na Agência CNT de Notícias, com autoria de Rosalvo Streit. Para ler o texto diretamente no Portal da Agência CNT, clique aqui.

About these ads

Comentários

  1. sebastiao dias fonseca diz:

    sebastiao dias fonseca moro em diamantina mg, tenho a cnh-e ,nao tenho a experiencia que as empresas pede , que e 1 a 2 anos de ter trabalhado com carreta ,porque eu tirei a cnh em 2010 ainda empresa que me de oportunidade , nao bebe bebidas alcoolicas e nao fuma,ja trabalhei com caminhao truk . telefone 038-99916673 pra contato

    • Prezado Sebastião,

      O Portal Transporte Seguro, até o momento, não é associado a nenhuma transportadora e, desse modo, não possui meios para recolocá-lo no mercado de trabalho. Lamentamos por sua dificuldade em encontrar uma oportunidade para trabalhar com carretas. De todo modo, recomendamos fortemente que procure a unidade do SEST SENAT de Montes Claros – a mais próxima de Diamantina. Motoristas com cursos de qualificação do SEST SENAT conseguem uma aceitação muito melhor por parte do mercado – mesmo com experiência reduzida. Para conhecer o SEST SENAT, clique aqui.

      Grande abraço e boa sorte,
      Equipe do Portal Transporte Seguro.

  2. Luiz Adriano SC diz:

    Também estou na mesma situacão do sr Sebastião, tenho curso de cargas perigosas e transporte coletivo, mas tenho somente 3 meses de experiência em carteira, logo o sest senat não pode me ajudar. Sugiro uma reportagem sobre empresas que oferecem oportunidade para iniciantes como eu e o colega aí de cima. Como vamos conseguir esta experiência exigida se nenhuma empresa oferece isto? Precisamos conhecer estas empresas, onde elas estão.

  3. Luiz Adriano SC diz:

    Sugiro uma reportagem sobre empresas que formem e treinem motoristas com pouca experiência. Precisamos saber onde estas empresas estão. É impossível não existir uma empresa que oportunize vagas para motoristas iniciantes. O Sest Senat daqui de Floripa e Criciúma (SC) tem que esperar até 3 meses para fazer um curso do MOPP ou transporte coletivo, eu fiz particular, e agora estou esbarrando na falta de experiência em carteira. Não conhecia seu site e achei muito bom, acho que vocês poderiam nos ajudar com este problema, que pelo que vejo não é só meu. Desde já, agradeço o espaço.

    • Prezado Luiz Adriano,

      Em primeiro lugar, gostaríamos de agradecer por sua participação em nosso espaço. A equipe do Portal Transporte Seguro procura estabelecer um diálogo democrático, que contemple todos os envolvidos na cadeia de transporte de cargas: transportadores, caminhoneiros, grandes e pequenas empresas, etc.

      Isso posto, vamos ao seu problema. A barreira da “falta de experiência” é uma questão que atravessa todos os setores da economia – tanto no Brasil quanto no mundo. Essa situação atinge de forma ainda mais grave as pessoas jovens, que estão a entrar no mercado de trabalho agora. A Espanha, por exemplo, tem um cenário particularmente grave: do total de 4,75 milhões de desempregados, 50% são pessoas de até 25 anos. No seu caso particular, há o temor das empresas de transporte em confiar cargas valiosas a pessoas com menor experiência. Um caminhão, hoje, pode transportar, tranquilamente, cargas que chegam a 500 mil reais. Fora o valor da carga, há o risco envolvido em seu transporte. Um acidente com substâncias contaminantes pode ter consequências desastrosas – e nem todas as empresas prestam atenção à necessidade de um seguro contra danos ao meio ambiente.

      Entendemos os receios das empresas. Mas devemos dizer que, muitas vezes, eles são resultado de uma análise bastante limitada do mercado de trabalho. A nova geração de motoristas está muito mais preparada para lidar com as inovações tecnológicas dos caminhões e os elementos de tecnologia embarcada que carregam. Tal geração é formada com uma nova consciência em relação ao trânsito e ao transporte – muito mais humana e profissional que no passado. Essa geração, finalmente, realiza treinamentos e cursos de qualificação muito mais completos que aqueles oferecidos em outros tempos. O motorista com mais experiência, de fato, já enfrentou uma série de situações imprevistas em uma estrada e sabe como lidar com tais emergências. Mas ele também carrega os hábitos/vícios de toda uma vida.

      Qualquer empresa com um mínimo de visão deveria manter cursos internos ou parcerias que garantissem:

      - O treinamento prático de novos motoristas,
      - A reciclagem dos antigos motoristas.

      Infelizmente, não é isso que se vê. O “espírito de manada” parece prevalecer e todos procuram o “motorista experiente”. Uma pena, pois achamos que uma postura mais equilibrada contemplaria não apenas a renovação de frotas mas, também, a renovação progressiva dos profissionais – jamais abandonando os mais experientes, mas procurando incorporar os mais jovens.

      De nossa parte, vamos fazer o seguinte:

      - Elaborar uma matéria sobre empresas que dão oportunidades aos novos profissionais do segmento de transporte,
      - Nosso Portal está em fase de “reformas” para melhor atender aos leitores. Após a conclusão desse processo, vamos analisar algum mecanismo que nos permita divulgar os nomes de empresas que oferecem oportunidades e de divulgar, também, os nomes de profissionais que buscam tais oportunidades.

      Podemos combinar assim, Luiz Adriano?

      Um grande abraço,
      Equipe do Portal Transporte Seguro e Consultores da VIAMGES Administradora e Corretora de Seguros.

  4. Luiz Adriano SC diz:

    É um facho de esperança que renasce em mim e provavelmente em outros profissionais que como eu se encontram na mesma situação. Vou ficar acompanhando e também divulgando este site, que na minha insignificante opinião é o melhor do segmento. E não vou desistir não pois sei que sou capaz de exercer esta profissão. Parabéns pessoal vocês são um exemplo para muitos sites que se utilizam do segmento mercado dos transportes para se auto promover e lucrar em cima de quem realmente movimenta este segmento que é o motorista.

    • Luiz Adriano,

      Agradecemos pelos elogios. Esperamos que continue a acompanhar nosso trabalho e saiba que somos muito gratos a você e a todos os leitores que reconhecem nosso esforço!

      Faremos todo o possível para localizar aquelas empresas de transporte de cargas que se dispõem a contratar motoristas em início de carreira.

      Um grande abraço,
      Equipe do Portal Transporte Seguro.

  5. Edilson DR diz:

    É o caso de cada um,vou lhe contar o meu,sempre trabalhei para mim mesmo como vou seguir o caminho na profissão sem ter a carteira assinada,sempre fui AUTONOMO,será que só eu comprando o meu CAMINHÃO,Que poderei trabalhar ou abrir uma pequena firma no transporte.

  6. NÃO TEM MOTORISTA PORQUE TEM MOTOBOY QUE GANHA MAIS as trasportadora que paga huma merreca pra vira escravo do trabalho

  7. Artur Angelo diz:

    Não conhecia este site. Por acaso, em busca da logomarca do Sest Senat, vi as publicações de companheiros numa tentativa de sobrevivencia em conseguir se firmar no seguimento de transporte. Sou instrutor de transito certificado pelo Sest Senat sob orientação do Detran-PE, tenho como profissão também a mesma função em uma empresa de transporte coletivo de passageiro do Grupo Mobibrasil (se escreve assim mesmo). Nós temos um projeto de capacitação interna (infelizmente só interna) àqueles funcionários que tem uma carteira D ou E guardado no bolso e querem ser motorista. Muito interessante.
    Pena que não seja divulgado nacionalmente. São poucas empresas nacionais que nos visitam em pró de conhecer nosso projeto. Temos mas visitas internacionaise aquielas que adoam nosso sistema saiem-se bem pois estão simplesmente valorisando a prata da casa, e formando profissionais altamente capacitados ao transporte do seguimento.
    Estamos de portas abertas para visitas para podermos deixar de ver pessoas com interesse em se profissionalizar sem ter uma chance para demonstrar sua capacidade.

    • Prezado Artur,

      Agradecemos por sua participação no Portal Transporte Seguro. Muito interessante seu comentário! De fato, o problema da falta de oportunidades de capacitação é um grande obstáculo à profissionalização do setor de transporte. Você poderia nos enviar mais informações sobre o projeto de capacitação de sua empresa? Caso tenhamos informações suficientes, podemos avaliar a publicação de um texto em nosso portal para divulgar a iniciativa.

      Um grande abraço!
      Equipe do Portal Transporte Seguro.

  8. rafael diz:

    ola estou na mesma situacao de todos tenho cnh E mais nao tenho esperiencia como vou ter se nenhuma enpresa me da esperiencia como ta dificil……..

  9. Edinaldo diz:

    Bom acabei de fazer o curso Mopp no sest senat e agora to classificando a minha habilitação para E!

    To a procura de emprego para trabalhar de motorista to Disponível para viagens ! meu contato:

    Edinaldo-snake@hotmail.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Mudar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Mudar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Mudar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Mudar )

Conectando a %s

VIAMGES Administradora e Corretora de Seguros

A VIAMGES Administradora e Corretora de Seguros é responsável pela manutenção e atualização do Portal "Transporte Seguro" - todos os direitos reservados.

Novo Endereço: Avenida Cristiano Machado, 1682 - Loja 10 - Edifício Tiffany - CEP: 31170-800 - Belo Horizonte (MG)

Fones: (31) 3484-0415 e 3484-0416 - E-mail: viamges@viamges.com.br
Skype: viamges - Twitter: @transp_seguro